A Praça da República e a Rua dos Gatos

©CM São João da Pesqueira

A Praça da República é um dos símbolos de São João da Pesqueira. Nela, podemos ver um conjunto de inegável beleza e uniformidade. Lá estão a Capela da Misericórdia, os Arcos, a Torre do Relógio, a Arcada e, fronteiros, os antigos Paços do Concelho e a cadeia.

O Liz, o castelo, a cidade e o menino do Lapedo

©CM Leiria

Está tão longe da do século XIX que Eça de Queiroz retratou como “um meio beato”. Leiria é hoje uma cidade pujante, moderna e jovem. E com muito para descobrir. Do castelo onde viveram reis aos areais atlânticos, passando por uma gruta onde foi encontrado um menino que mudou a forma como pensamos a pré-história.

Os solares de Pinhel

©CM Pinhel

O traçado do seu centro histórico denota as suas origens medievais, bem evidentes no castelo, mas o que mais impressiona em Pinhel são os solares setecentistas e oitocentistas edificados fora de muralhas.

Os telhados e as laranjas na pausa da praia

©JACL

Em Tavira deixemos que o olhar se erga para o cimo dos edifícios do centro histórico e descubramos os barrocos telhados de quatro águas, ou de tesoura. Vejamos os vestígios da cidade renascentista que não são mais por ação do terramoto de 1755.

Do poeta Bandarra e da judiaria

© Dario at wts wikivoyage

Sapateiro e poeta, para os contemporâneos profeta. A ele está intrinsecamente ligado o mito do regresso de D. Sebastião. Falamos do Bandarra, poeta de Trancoso do século XVI, de versos de cariz profético e messiânico.

Onde o Guadiana abraça o mar

Vila Real de Santo António, Algarve

É aqui que o Guadiana abraça o mar, que Portugal se encontra com Espanha. Num dos vértices do retângulo que é Portugal, o Marquês de Pombal reconstruiu Vila Real de Santo António marcando indelevelmente a paisagem urbana do seu centro histórico. Os que lhe seguiram juntaram a cidade ao rio e ao mar, criando marginais e passeios públicos.

O mar, o rio e os sabores de Cantanhede

©CM Cantanhede

Escolha-se o mar ou o rio e vá-se à praia, fazendo-o na Tocha ou aos Olhos de Fervença, conforme tenha sido a opção. Em Cantanhede temos o mar e o rio e as distintas paisagens da Gândara, da Bairrada e do Baixo Mondego.

À Descoberta do Novo Mundo

©CM Belmonte

Na corte, a lealdade e bravura dos cabrais era lendária e por isso D. Afonso V nomeou Fernão Cabral Alcaide-Mor de Belmonte. Foi ele quem transformou o castelo em residência senhorial e aqui viveu o seu filho, Pedro Álvares Cabral.

Em Almeida e Castelo Mendo

©Fernando Gabriel

Almeida é praça forte raiana e por isso por ela passaram muitos dos conflitos que povoaram a nossa história. O nome da vila está no obelisco da Praça dos Restauradores, em Lisboa, e no Arco do Triunfo, em Paris.