Perder-se por Bragança

A cidadela no topo da colina é dos mais belos castelos portugueses, as ruas que se espraiam a partir daí plenas de estórias e de história. Temos os museus, as igrejas, os parques e as gentes que nela vivem. Bragança exige que se perca na urbe e que encontre em cada canto motivos para ir ficando.

E fora da cidade há o Parque Natural de Montesinho, de paisagens deslumbrantes, rico de biodiversidade e de aldeias genuínas, plenas de tradições. E, claro, a gastronomia rica de sabores e sempre com os melhores produtos que a terra cria.

Na cidade ou pelas aldeias, fale-se com quem lá habita, que as terras de Bragança são férteis em histórias de pasmar e as suas gentes donas de uma cultura muito rica.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.