O túmulo de D. Luís da Silveira

Na Igreja Matriz de Góis está aquele que é um dos mais importantes túmulos portugueses, o de D. Luís da Silveira, conde da Sortelha e embaixador de D. João III na corte de Carlos V. O túmulo data de 1531.

Em vez da usual estátua jazente, o túmulo apresenta o fidalgo a orar, trajando as suas vestes de armas, mas com as manoplas e o elmo colocados no solo. À frente da representação de D. Luís da Silveira, que não olha para ele, está um livro aberto com uma oração: “Senhor, abre meus lábios e a minha boca anunciará o teu louvor. Deus, vinde em meu auxílio, Senhor, a auxiliar-me depressa”.

Agora saiamos da Igreja Matriz e partamos à descoberta do concelho passando pela Ponte Real seiscentista. Conheçamos as aldeias do xisto de Pena, Aigra Nova, Aigra Velha e Comareira.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.