Da Carrasqueira à cripta arqueológica

É na Carrasqueira, na margem esquerda do Sado, que entra pelo rio dentro o maior cais palafítico da Europa que ainda hoje permite aos pescadores seguirem na sua faina diária. É também no Sado que a Pinto Luísa, a Amendoeira e o Sal, galeões do sal, sulcam as águas em passeios que levam a conhecer o rio e os campos de arroz, os flamingos e as salinas que deram nome à terra.

Em Alcácer do Sal visite-se também a cidade, a subir a encosta até ao castelo, percorra-se o casario e desça-se até à cripta arqueológica, de caraterísticas únicas. Converse-se com as suas gentes e prove-se as iguarias que preparam. Aqui, a gastronomia junta o rio, o mar e a terra e a doçaria é afamada.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.