Aqui parou a terceira invasão francesa

Quando Massena, à frente do seu exército, chegou a Sobral de Monte Agraço e dali avistou o forte do Alqueidão e as restantes fortificações da Linha de Torres, o general francês percebeu que estava perante um obstáculo sério à conquista de Lisboa. Houve ainda algumas escaramuças mas um mês depois, o exército luso-inglês percebeu que as sentinelas francesas eram bonecos de palha. Massena tinha dado meia volta.

Este é o episódio mais marcante da história de Sobral de Monte Agraço, uma vila às portas de Lisboa que se orgulha do seu passado e do seu centro histórico de cariz pombalino mas que tem algumas joias do manuelino, como a Igreja de São Quintino e a Igreja de Nossa Senhora da Purificação.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.